Tratar dor lombar2017-12-30T13:08:57+00:00

Project Description

Lombalgia

Com inicio há 3 semanas

Agravou ultima sexta-feira.

Segunda (ontem) foi ao médico – receitou anti-inflamatório e paracetamol. Até agora a medicação não fez efeito.

Aconselhado a fazer exames médicos.

Sexta teve uma crise e irradiou para as pernas.

Quando fica sentado muito tempo sente dor na dobra do joelho.

Dores surgem com movimento do tronco.

Dor agrava quando está deitado – sensação de irradiação pela face externa da coxa.

Dor com flexão inicial da coluna – sem conseguir fazer flexão da coluna.

Extensão da coluna sem dor.

Dor do lado esquerdo. Dor agrava com rotação esquerda e inclinação direita do tronco.

Teste de lasegue positivo aos 60 graus.

Braggard positivo.

Sem dor na palpação das espinhosas lombares.

Sem dor a andar na ponta dos pés ou calcanhares mas desconforto qd anda nas bordas dos pés.

Teste de babinsky negativo.

Reflexo do joelho mais notório do lado direito.

Sem dor na força resistida dos quadricipites.

Encurtamento do psoas esquerdo.

Sem encurtamento do piramidal.

TC DA COLUNA LOMBAR

 

Canal raquidiano central constitucionalmente estreito agravado por alterações degenerativas disco-vertebrais.

Hérnia discal L5-S1 postero-lateral e foraminal proximal direita; obliteração do tecido adiposo epidural anterior, moldagem da vertente adjacente do saco dural com provável compromisso da energência dural da raiz S1 direita. A nível foraminal está preservado algum tecido adiposo peri-neural, sem seguras características compressivas.

Volumosa hérnia discal L4-L5 postero-mediana, extrusa; compressão da vertente adjacente do saco dural com provável compromisso das emergências radiculares L5.

Rectificação do contorno posterior do disco L3-L4, sem seguro conflito de espaço radicular.

Está preservada a morfologia do disco intersomático L2-L3, sem expressão intra-raquidiana dos respectivos contronos.

Hérnia discal L1-L2 postero-mediana e postero paramediana, discretamente descendente e extrusa, marcada moldagem da vertente adjacente do saco dural.

Debrum disco-osteofitário D12-L1 postero-lateral esquerdo que molda a vertente adjacente do saco dural ao nível da emergência dural da raíz L1 esquerda.

Aspectos regulares das articulações interapofisárias posteriores.

Sem desvios listésicos dos corpos vertebrais ou anomalias transicionais da charneira lombo-sagrada.

2 CONSULTA PARA TRATAR DOR LOMBAR

 

FEEDBACK

Ficou significativamente melhor após a última sessão a tratar dor lombar.

Tem lombalgia com irradiação pela manhâ que desaparece com movimento.

Lombalgia.

 

Após esta última consulta paciente parou os tratamentos e referiu meses mais tarde ter ficados em a dor.

Tratar dor lombar com acupuntura elétrica

Paciente do sexo masculino , 33 anos, recorreu ao gabinete para tratar dor lombar. A lombalgia tinha tido início 3 semanas antes da consulta de acupuntura. O paciente já se encontrava medicado (anti-inflamatórios e analgésicos) mas sem efeito. O agravamento das crises fez com que a dor lombar começasse a irradiar para os membros inferiores. A dor afetava a lombar esquerda e agravava com inclinação para a direita e quando se encontrava deitado.

Testes de lasegue, braggard eram positivos e teste de Babinsky negativo.

A Tomografia Computorizada (TC) mostrava a existência de hérnia discal postero-lateral L5-S1 com provável compromisso da raiz S1 e volumosa hérnia discal, extrusa, postero-mediana entre L4-L5 entre outras.

O tratamento selecionado para tratar dor lombar foi acupuntura elétrica, usando a metodologia de trabalho do nosso Gabinete. O paciente respondeu positivamente aos tratamentos notando uma diminuição significativa da dor na primeira consulta e desaparecimento dos sintomas na segunda consulta.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.