Project Description

Síndrome de canal cárpico

Diagnosticado há 1 ano: sintomas já existiam.

Dificuldade em fechar as mãos totalmente. Na eletromiografia mostrou que o lado direito era mais grave.

Quando se deita sente formigueiro na mão direita.

Dor na omoplata direita.

 

Teste de Phalen e Phalen invertido são negativos.

Teste de Tinel positivo na mão direita.

Teste do plexo braquial negativo bilateral.

Síndrome de desfiladeiro torácico negativo bilateralmente.

 

Sem alterações na mobilidade da cabeça.

Síndrome de canal cárpico

2 CONSULTA

 

FEEDBACK

Sentiu-se melhor no primeiro e segundo dia mas depois os sintomas voltaram idênticos.

Dor no ombro

3 CONSULTA

 

FEEDBACK

Dormência na mão continua.

Surgiu dor no punho que não parece associada ao túnel cárpico.

Apresenta maior capacidade de contratilidade dos dedos.

A dor no ombro desapareceu.

4 CONSULTA

 

FEEDBACK

Voltaram as dores nas costas. Ontem teve dores nas costas e hoje já não sente. Por dor nas costas refere no ombro – durante o resto da semana esteve bem??? – sensação de ter o pescoço preso

refere que não sente grandes alterações: indica que atualmente já não fica com a mão dormente quando se deita – só a meio da noite. Já adormece sem ter de colocar a tala na mão.

Dor no punho desapareceu.

Boas melhorias na capacidade de flexionar os dedos.

5 CONSULTA

 

FEEDBACK

Formigueiro na mão direita muito melhor.

Sem grande diferença na flexão dos dedos relativamente à última consulta.

Dor no ombro passou para o lado esquerdo – lado direito com menos dor. Dor no ombro esquerdo principalmente quando está sentado ou deitado.

6 CONSULTA

17/08/2017

 

FEEDBACK

Sentiu algum formigueiro na mão direita numa ou noutra noite.

Dedos continuam a apresentar alguma estagnação – evoluiram bem e depois pararam a evolução.

7 CONSULTA

 

FEEDBACK

Formigueiro na mão direita voltou um pouco. Todas as noites voltou a colocar uma luva para diminuir o formigueiro. Não é a noite toda mas já conseguia ficar a dormir sem precisar da luva.

Consegue tocar na palma da mão com os dedos mas com muito esforço.

Ombro sem dor.

8 CONSULTA

 

FEEDBACK

Dormência com boas melhoras: pouca dormência.

Dedos continuam a fechar mas com dificuldade.

As sessões foram passadas para uma fisioterapeuta perto da sua casa.

Nesta fase estava com dormência muito reduzida e tinha ganho uma boa amplitude de movimentos na flexão dos dedos.

Síndrome de canal cárpico tratado com osteopatia

Paciente do sexo masculino com 65 anos e diagnóstico médico de síndrome de túnel cárpico entrou no nosso gabinete com queixas sensitivas e motoras. Paciente apresentava formigueiro intenso na mão direita e dificuldade em contrair os flexores dos dedos.
Apresentava vários testes negativos (teste de phalen e phalen invertido, teste de Tinel era positivo na mão direita e negativo na esquerda, teste do plexo braquial e do desfiladeiro torácico negativos). Não foi feito o scratch test.
Paciente apresentava muita tensão muscular ao longo do membro superior e pouca flexibilidade muscular. Alongamentos eram seguidos de contrações musculares involuntárias que condicionavam as cadeias musculares do membro superior.
Para tratar as queixas deste paciente foram usadas técnicas combinadas de acupuntura e osteopatia com prevalência para técnicas osteopáticas.
O paciente apresentou melhorias significativas na capacidade de flexionar os dedos e no formigamento das mãos. Outros sintomas como dor nos ombros e dor nas costas desapareceram com os tratamentos. Ao final de 8 consultas, e por causa da distância, o paciente foi aconselhado a manter alguns exercícios e acompanhamento fisioterapêutico perto de sua casa com indicações específicas para trabalho de cadeias musculares.

síndrome de canal cárpico

Antes da 2ª consulta

síndrome do canal cárpico

Após a 2ª consulta

síndrome de canal cárpico túnel do carpo

Antes da 3ª consulta

Síndrome do túnel do carpo

Após a 3ª consulta

síndrome do canal cárpico

Últimas consultas